Canção Agalopada

Zé Ramalho

FOI UM TEMPO QUE O TEMPO não ESQUECE
QUE OS TROVÕES ERAM RONCOS DE SE OUVIR
TODO O CÉU COMEÇOU A SE ABRIR
NUMA FENDA DE FOGO QUE APARECE
O POETA INICIA SUA PRECE
PONTEANDO EM CORDAS E LAMENTOS
ESCREVENDO SEUS NOVOS MANDAMENTOS
NA FRONTEIRA DE UM MUNDO ALUCINADO
CAVALGANDO EM MARTELO AGALOPADO
E VIAJANDO COM LOUCOS PENSAMENTOS

7 BOTAS PISARAM NO TELHADO
7 LÉGUAS COMERAM-SE ASSIM
7 QUEDAS DE LAVA E DE MARFIM
7 COPOS DE SANGUE DERRAMADO
7 FACAS DE FIO AMOLADO
7 OLHOS ATENTOS ENCERREI
7 VEZES EU ME AJOELHEI
NA PRESENÇA DE UM SER ILUMINADO
COMO UM CEGO FIQUEI tão OFUSCADO
ANTE O BRILHO DOS OLHOS QUE OLHEI

PODE SER QUE ninguém ME COMPREENDA
QUANDO DIGO QUE SOU VISIONARIO
PODE A BIBLIA SER UM DICIONÁRIO
PODE TUDO SER UMA REFAZENDA
MAS A MENTE TALVEZ não ME ATENDA
SE EU QUISER NOVAMENTE RETORNAR
PARA O MUNDO DE LEIS ME OBRIGAR
A LUTAR PELO ERRO DO ENGANO
EU PREFIRO UM GALOPE SOBERANO
A LOUCURA DO MUNDO ME ENTREGAR

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.

Veja mais Zé Ramalho

Rádio do Artista

    Vamos afinar o Música?

    Estamos procurando a batida perfeita, ajude-nos a fazer o Música melhor pra você.

    Participe Agora não