Nova Londrina

Vieira E Vieirinha

Pra correr o norte do Paraná eu comprei uma mula
argentina
Por ser besta boa pra marchar pus o nome de Campolina
Vou cortá trinta léguas de mata no dobrar daquelas
colinas
Quatro ferraduras de prata e uma fita amarrada na
crina
Me veio na lembrança os tres par de frança, seis home
valente matô muita gente
Eu, Avaco rordão naquele sertão de Nova Londrina

Vou passar entre bosque frondoso, terra boa água
cristalina
Onde canta o sabiá sonoroso, chega a noite caindo
neblina
O batido dos casco da mula com o meu coração combina
Meu sofrer ninguém não carcula a saudade é o que me
domina
Eu deixo a moreninha lá em campininha
Vou tentar a sorte da banda do norte
Neste meu mulão travesso o sertão de Nova Londrina

Toda vida foi minha paixão essa rosa da cintura fina
Quem disser que eu não tenho razão é somente quem não
raciocina
Vê de longe parece uma fada nos meus braços parece
menina
Apesar da idade avançada teu semblante é o que me
fascina

Eu confesso meus pranos no meado do ano lá em Maringá
Nóis vamo casá pra levá um vidão naquele sertão de
Nova Londrina

A capricho desta jornada do passeio lá em Tomazina
Vou comprar um par de aliaça dourada por isso desde já
se aprevina
seus parentes de causo pensado vão fazer uma grande
arrotina
Nesse dia eu vou ser obrigado, manobrar a minha
carabina

Mas tudo corre bem comigo eles vem pois Deus é quem
manda
eu fazer propaganda do abençoado chão daquele sertão
de
Nova Londrina

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.