Ninguém mais

Rosa de Saron

Minha vida, meu amor
Meu chão, meu céu, minha luz
Minha razão de existir

Eu hoje vim aqui só pra te ver passar
Precisaria nem olhar
Para este pobre coração

Basta sua sombra, e poderei me abraçar
Já seria o suficiente para mim
Nada aqui merece atenção
Mas se um dia você não regressar
Deixe umas pegadas
E alguém irá correr

Não há nada

Não há nada igual
Nada poderia me afastar de Ti
Não, não há alguém
Que me faça tão bem como você faz
E nunca haverá
Me transforme no melhor que posso ser
Não há fim, não há volta
Porque só quem pode preencher o meu vazio é você
Você, ninguém mais

Exalam por aqui aromas de jasmins
Em uma carta que escreveu
E agora guardo bem aqui

Cada simples pensamento meu é uma medida
Que há tempos decidiu te amar sem reservas
Tudo o que tenho de valor, são as minhas memórias
Se elas partissem, eu partiria em dois

A saudade aqui, é um verso carregado de ventania
Que um dia resolveu partir
Nunca mais faltou ar

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.