Velha gaita de oito baixos duas fieiras de botão
Minha teta de índio guacho apojo da solidão
Num canto em que me remacho no mundo que é meu galpão
Contigo converso baixo segredos do coração

Minha alma cresce e destapa tudo que herdei dos meus pais
Raiz da cepa farrapa em voz dos meus ancestrais
O pampa bruto carrega no bojo das ressonâncias
Vendo assoprar nas macegas e arvoredo das estâncias

Resmungos de algum bochincho rangir de couros e bastos
Saudade até de um relicho rumor de chuva nos pastos
Cochichas que sou o taita que entendes dos teus segredos
Pois minha alma é uma gaita que está na ponta dos dedos

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.

Veja mais Osvaldir e Carlos Magrão

Rádio do Artista

    Vamos afinar o Música?

    Estamos procurando a batida perfeita, ajude-nos a fazer o Música melhor pra você.

    Participe Agora não