Quero ver a sua cara,
Quando um belo dia,
Nos acasos desta vida,
Só por ironia,
A vida nos deixar,
Cara a cara outra vez.

Voce vai estar marcada, com certeza,
Pois o tempo não perdoa e destroi a beleza,
O tempo é que nos faz, todos iguais,
Voce vai procurar então,
Ver no meu rosto,
O desengano, o meu velho desgosto,
Das coisas todas, que voce me fez.

E então, num riso descarado,
Vou lhe dizer, não tenho mais passado,
Eu me esquecí de vez, do seu amor,
Quero ver o seu cabelo branco, bem desarrumado,
Seu sorriso entristecido, falso e desbotado,
Suas mãos cansadas, de tanto lutar,
Quero ver no seu olhar, um pouco de loucura,
E sentir na sua voz, um tanto de amargura,
Remorso, pelo que voce me fez.

Talvez, eu vá sentir então, um pouco de piedade,
Quando notar que a felicidade,
Voce não teve, a vida lhe negou,
Sorri, um riso desbotado,
Quando souber que tudo deu errado,
Que era eu por fim, seu grande amor.

Quero ver a sua cara, quando eu for sincero,
E lhe disser que ainda lhe quero,
E lhe disser que eu rí, pra não chorar,
E então, juntar os pedaços da gente,
Beijar voce apaixonadamente,
E ser feliz pela primeira vez.

E então, juntar a tristeza da gente,
Beijar voce num beijo doce e quente,
E ser feliz pela primeira vez,
E então, juntar o que resta da gente,
Beijar voce num beijo diferente,
Fazer o amor que a gente ainda não fez.

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.

Veja mais Nelson Gonçalves

Rádio do Artista

    Vamos afinar o Música?

    Estamos procurando a batida perfeita, ajude-nos a fazer o Música melhor pra você.

    Participe Agora não