São dessas coisas... que é com a gente que acontece
O amor acaba... um lado parte e o outro tece
A teia fina da esperança de quem torce
Que o outro volte... que tudo volte
Então se esquece
Sobrar o amor é ver que a noite não amanhece.

Ficar a pé... pegar um vento sudoeste
Quando é assim, se o amor acaba, não tem jeito
É inevitável, vem a dor... isso acontece
Mas... é dor que ladra mas não morde
É dor que passa... não sai de graça
Pois que é dor... mas ela passa!

É dor que ladra mas não morde
É dor que passa... não sai de graça
Pois que é dor... mas ela passa!
Ela passa... ela passa...

São dessas coisas... que é com a gente que acontece
O amor acaba... um lado parte e o outro tece
A teia fina da esperança de quem torce
Que o outro volte... que tudo volte
Então se esquece
Sobrar o amor é ver que a noite não amanhece.

Ficar a pé... pegar um vento sudoeste
Quando é assim, se o amor acaba, não tem jeito
É inevitável, vem a dor... isso acontece
Mas... é dor que ladra mas não morde
É dor que passa... não sai de graça
Pois que é dor... mas ela passa!

É dor que ladra mas não morde
É dor que passa... não sai de graça
Pois que é dor... mas ela passa!
Ela passa... ela passa...

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.

Veja mais Ivan Lins

Rádio do Artista

    Vamos afinar o Música?

    Estamos procurando a batida perfeita, ajude-nos a fazer o Música melhor pra você.

    Participe Agora não