Tempestade
Não tenho tempo a perder
a vida é muito curta
pra fazer todas as coisas que eu quero fazer
pra viver tudo que eu quero viver,
pra dizer tudo que eu quero dizer
pra ver tudo que eu quero ver
pra entender alguma coisa do que vale a pena,
só do que vale a pena
e aprender a esquecer tudo
o que faz a minha alma se sentir pequena
quem me envenena de um jeito traiçoeiro
esquece que o feitiço às vezes vira contra o feiticeiro
mas tô ligeiro, um dia é do caçador, outro da caça
nada nessa vida a gente ganha de graça
eu fui na raça e no peito e vim no peito e na raça
passei na tempestade e vi que a tempestade passa
tá na correria? Vai nessa
mas onde cê vai com tanta pressa?
agora faz calor, depois também faz frio
o mundo é feito um mar e eu vou que nem um rio
correndo sem parar, sei que vou chegar
sei que vou chegar, apesar dos meus desvios
sei que vou chegar e que eu não me extravio
sei que vou chegar e que eu não vou vazio
quando a bomba estourar, eu quero 'tar sorridente
quero 'tar limpando os dentes com um pedaço do pavio
sem perder a perseverança
sem perder o equilíbrio na balança
sem perder a humildade na bonança
que depois da bonança vem tempestade

depois da bonança vem tempestade, cumpadi
depois da bonança vem tempestade
depois da tempestade vem bonança também
atividade enquanto o lobo não vem
tem armadilha na trilha, tem armadilha na trilha,
tem armadilha na trilha, tem armadilha
Passei por toda a tempestade
e sei que toda tempestade passa

Nada, nada, respira direito
respira, respira, o ar ficou rarefeito
se a canoa tá virada não tem outro jeito
vai no peito e na raça, vai na raça e no peito

Nada como um nado estilo livre nesse mar
nado de peito que é desse jeito que eu curto nadar
nadar da pedra pra praia, da praia pra pedra,
do canto pro meio, do meio pro canto, do raso pro fundo
do fundo do peito, de dentro da onda
pra fora da linha da arrebentação da ressaca do mundo
alguns segundos só na apnéia
sem respiração, só pra abrir o pulmão e as idéias
só pra sentir saudade do oxigênio
e respirar de novo e me lembrar de que isso é um prêmio
só pra cuspir com força o gás carbônico
como se eu vomitasse os meus problemas mais recentes
e os crônicos
como se eu decolasse naquela asa delta que
levou o nosso amigo de repente
e pudesse pousar tranquilamente,
talvez no pára-pente,
talvez no pára-quedas sobressalente
sorridente como sempre lá no alto,
sempre pronto pra dar mais um salto
o nosso encontro tá marcado aí no céu
a gente perde a linha mas não perde o carretel
Não tenho tempo a perder
a vida é muito curta
pra fazer todas as coisas que eu quero fazer

Quem tem boca vai a Roma, quem tem barco vai a remo
quem tem burka vai a Meca,
quem tem beca vai à festa e parte logo pro ataque
quem tem beque se defende,
quem tem craque surpreende com uma jogada de...
estufa a rede, faz um golaço
o lance é ocupar os espaços
sem perder a perseverança
que depois da tempestade vem bonança.


Fonte: Site oficial

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.

Veja mais Gabriel O Pensador

Rádio do Artista

    Vamos afinar o Música?

    Estamos procurando a batida perfeita, ajude-nos a fazer o Música melhor pra você.

    Participe Agora não