Incline Seus Ouvidos

Ao Cubo

Estou bem distribuído em cada ponto da nossa cidade
Onde tem alguém acidentado
Alguém ferido com necessidade
Falo no ouvido palavras que transformam e trazem liberdade
E quem quiser ser transformado ou ser libertado não passe mais vontade
Sou tipo o resgate ou a ambulância que nunca chega tarde
E que te socorre no bico do corvo e te leva pro Dr. de toda enfermidade
Saio do falante do carro
Não paro no farol
Velocidade do som
Na menina da esquina, uma faxina, um banho de bíblia, até que é bom
Falo no ouvido do trabalhador
Cansado do seu chefe explorador
Pra ter muita calma nessa hora
Que a Justiça é do Senhor
Não esqueço da luta do desempregado
Do sem teto que foi despejado
Daquele que teve seu nome tomado não é esquecido por mim, tá ligado
Eu pulo o muro todo dia no mês e passo pela grade do xadrez
E falo com eles uma pá de vez, assim como faz o APC16
Eu atravesso a cidade
Condeno o juiz que não tem dignidade
Persigo traficante de malboro e free que te escravizou com publicidade

Estou com aqueles que sempre tiveram a audácia de plantar a semente
Regaram, regaram e hoje colhem o fruto sem miséria honestamente
Ande, avante, levante como crente
Trabalhe e olhe sempre pra frente
Esteja disposto e consciente de que você pode ajudar muita gente
Tem pessoas que só querem metade ou 10% de sua dignidade
Sem escola, saúde, cultura, moradia
Só falta um pouco de sua boa vontade
Sou a música que toca bem alto no palco da comunidade
Sou o som que exalta Cristo e por isso no inferno eu sou a tempestade

Sou temido, represento perigo
E no nome de Cristo demônio eu aniquilo
Sou a música que cerca o inimigo
Quebrador de magias e feitiços
Quebrador de algemas
Planejador de fugas de almas presas
Liberto vidas que foram roubadas, tiradas, tomadas das casas, ou seja,
Tenho o papel contrário do coveiro
Invado e arregaço cativeiros
Parto pro arrebento com amor
Veja só, veja só quantos estão
Seguindo sentido ao matador
Sou a música que alivia a dor
Ouça bem, muito bem o que eu digo
Incline seus ouvidos que a mensagem é do Senhor

Refrão
Aperte o play e aumente o PA
Incline seus ouvidos
Aumente o PA

Ouuuu, às vezes eu te faço chorar
Também tenho poder pra te animar
Você com o tempo vai me conhecer de cor
Vai ver que das suas escolhas certamente eu fui a melhor
Vai me acompanhando, vê só
Vai se lembrar de mim por muitos anos
Assim como também os outros manos
Contemporâneos, vivenciamos juntos tempos felizes, tempos de crises, mas superamos
E lá no final dessa grande estrada
A gente agradece e dá risada
Levante a mão pro céu e pede a benção
Seja quente enquanto uns esfriam e outros esquentam
Estarei por perto mesmo quando os outros se afastarem
Irei com você por todos os lugares
Estou sempre com você dentro do seu coração
Serei seu hino de vitória
Sua favorita canção
Até seus pais vão dizer
Que sou uma boa companhia pra você
Me comprometo a lhe dizer somente o que é bom
Outros irmãos dirão que estamos errados
Mas que se percam os cegos e salvem-se os sensatos
Pregador Luo e Ao Cubo, a espada e o escudo

Refrão

Ei, muito obrigado por apertar o play pra eu ser tocado
Pois eu estava a muitos anos guardado, enferrujado
Pois o povo tem prestado atenção e escutado mal som
E o bom ficou de lado, que pecado
Mas eu entro em cena de novo, tomando a posse do cargo
Um pouco ruim de engolir, que nem remédio amargo
Pois quando encontro a doença que é o seu pouco caso
Com minha fórmula mágica, virose trágica esmago
Pois a idéia que eu sempre trago na verdade é baseado
É uma viagem forte que te leva do leste pro norte com Cristo do lado
Encontra seu ponto fraco, fortalece com a palavra do sábio
É sempre o dia inteiro encontrado seus lares
Te trago a prosperidade
São Paulo, a cidade um novo cenário
Pra me ouvir a noite na balada escolhe a calça mais larga do armário
É claro que só trabalho se eu for convidado
Não sou temporário, só preciso de ser registrado
Bato ponto, entro e pronto e dedicado no horário
Com tempo certo, a métrica certa, que não, não é pário,
Mas tem que tá com a mente aberta pro som revolucionário
Alerta pra ideia que vem que é necessário
Vou te levar pra marte
Mais tarde volto pro encarte
Ao contrario de muitos hilários faço a minha parte
Mas já tá tarde, Ah
Me desespero
Sem lero-lero, abro meu dicionário e vou direto
Esse som é um engate
Só que ao contrário, trás a vida
É a veracidade contida no seu dia-a-dia
Ouvinte sorria e diga, mano isso é louco
Que de pouco em pouco eu entro e moro no seu coco

Atenção, é um aviso
Ponha as mãos em sua cabeça pra não perder o juízo
Perigo! Detecto a presença do inimigo
Abra seu olho
Licença amigo
Se Deus é por nós, quem será contra nós?
Eu digo ninguém
Mas pra isso tem que entregar sua vida sempre a Cristo, amém
A proteção é bem segura
Quer cura? Só tem no pai
Segura na mão de Deus e vai

Refrão

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.