O Corintiano

Amado E Antônio

0
tamanho da letra A+ A-
Que triste sorte é a minha
O lobo comeu meu galo
Uma cobra venenosa
Mordeu, matou meu cavalo

Deu doença no meu corpo
Coitado esticou o talo
Caí da torre da igreja
Quando eu fui puxá o badalo

Um bando de capivara
Levou meu arroz à eito
O vento quebrou o mio
O tatu passou no peito

Tento fazer bão negocio
No fim sai tudo mar feito
Até o purgante que eu tomo
O danado não faz efeito

Minha muié é bonita
Que parece uma boneca
Mas ela deixou de mim
Fugiu com um home careca

Eu guardei um dinheirinho
Pra comprá uma bicicleta
O ladrão roubou o dinheiro
Do borso da minha cueca

Eu ganhei uma botina
Mas só serviu pro meu mano
Meu time foi campeão
Só depois de vinte ano

O pior é meus colega
Que ficava me gozando
Azarado que nem eu
Só pode ser corintiano
Só pode ser corintiano
Só pode ser corintiano
Só pode ser corintiano
Só pode ser corintiano

Gênero da música

Esta música pertence a quais gêneros? Insira ou exclua abaixo aqueles que representam melhor esta versão. Você pode relacionar até 6 gêneros a uma música.

Veja mais Amado E Antônio

Rádio do Artista

    Vamos afinar o Música?

    Estamos procurando a batida perfeita, ajude-nos a fazer o Música melhor pra você.

    Participe Agora não